Êxodo e as voltas que essa vida dá…

“Quando o faraó deixou sair o povo, Deus não o guiou pela rota da terra dos filisteus, embora este fosse o caminho mais curto, pois disse: “Se eles se defrontarem com a guerra, talvez se arrependam e voltem para o Egito”.
(Êxodo 13:17)
– Havia uma promessa, um destino, um novo lugar.
– Havia opressão, dias difíceis.
– Havia um caminho até a terra das promessas.
Até conquistarmos a terra das promessas, é comum enfrentarmos algumas guerras, porém não podemos nos esquecer de que elas são permitidas pelo SENHOR para nos moldar e nos tornar mais fortes.
Deus nos conhece. Nos conhece por inteiro e é por esta razão que nos conduz por caminhos mais longos. As muitas voltas que damos no deserto nos fazem perder o caminho de volta ao local de partida.
O caminho mais curto poderia se tornar nossa primeira opção para retornar ao ‘Egito’ quando nos deparássemos com o primeiro obstáculo. Afinal, é mais cômodo voltar a estaca zero do que enfrentar as dificuldades que surgem em nosso caminho.
Apesar das noites frias e dos dias escaldantes, podemos contar sempre com a força do Senhor que está sobre a vida de todos os que escolhem esperar Nele. Sua graça e misericórdia continuam nos atraindo e gerando em nós – ESPERANÇA.
Esperança de que mesmo sem saber como nem quando, chegaremos do outro lado.
O Deus que nos tirou do Egito em que estávamos é fiel para nos conduzir no deserto até a terra das promessas.
Aleluia!

Juízes das Redes Sociais

E se enfim entendessemos que: “CADA PESSOA É RESPONSÁVEL POR ANDAR DE ACORDO COM A REVELAÇÃO QUE #ELA RECEBEU DE DEUS”, certamente seríamos pessoas melhores.
Redes Socias nunca revelou tanto o quanto as pessoas se acham juizes do coração, das motivações, do caráter e até da espiritualidade do próximo. Triste!
Ferimos o nosso irmão com tantas palavras grosseiras e duras. Se isso vai machucar o coração dele, pouco importa!

É o que penso! É o que posto!

Aonde vamos parar?
Nos julgamos aptos até para determinar/definir o que é de Deus e o que não é dele taxando coisas, pessoas, músicas, com um selo de ‘Gospel’ e ‘Não Gospel’. Se é #Gospel, é de Deus! Se não é gospel, é do satanás!

Mew, não existe um formato, uma linguagem ‘crentês’, uma liturgia mais correta ou um ritmo mais santo que outro…
O que existe é um Deus que se relaciona com os Seus de forma íntima e pessoal. O que existe é um Espírito que sopra onde quer e como quer na vida daqueles que nasceram Dele.
Busque ouvir a voz do Supremo Pastor, siga em paz o seu caminho e a direção que Ele te der e deixa teu irmão viver em paz também!
Você é responsável por andar de acordo com a direção de Deus para sua vida e não pela direção do outro.

Vai ser feliz!
Por uma vida leve pra gente!

Gente cura a gente

Gente cura a gente

Apesar de qualquer decepção que por ventura você tenha enfrentado entre seus irmãos na fé, não se isole e não desista de viver em comunhão com aqueles que mesmo com falhas, como você também as tem, é parte do mesmo corpo que você!
Quando nos decepcionamos não conseguimos entender assim, mas quer saber a verdade? GENTE CURA A GENTE!

Na comunhão somos protegidos: “é melhor serem dois do que um… porque se caírem, um levanta o outro…” (Ec 4:9-10)
Na comunhão somos edificados mutuamente: “Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração” (Cl 3.6).
Na comunhão somos abençoados por Deus: “Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. …porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre. (Salmos 133)

E tenha sempre em mente que quando você se isola deixando de se encontrar com pessoas, você deixa também de se encontrar com DEUS, porque é em pessoas como eu e você que Ele escolheu habitar.

Peça ao SENHOR que te cerque de pessoas que serão instrumentos de cura em sua vida para que você possa viver sem peso, sem culpa, sem rancor!

Uma vida de paz pra gente!

Admita!

“Por um mundo onde as pessoas pensem mais e repliquem menos.”

 Talvez a única diferença entre você e aquele que você critica seja o fato dele admitir, enquanto você esconde pra manter a pose.

Uma hora a luz vem e enfim você é convencido de que importa mesmo é agradar a Deus e não a homens, e que na vida precisamos insistir em ser exatamente o que Deus quer que sejamos e não o que os outros esperam de nós.

Admiro aqueles que têm a coragem de admitir quem realmente são. Admiro aqueles que falam das vitórias com a mesma facilidade com que expõem suas fraquezas. Admiro aqueles que não negam sua humanidade. E vale enfatizar que foi nos homens que Deus, os conhecendo como ninguém, escolheu habitar.

Entregar a vida a JESUS não faz de você um anjo ou super-homem; não te torna perfeito e nem superior a ninguém.

Usamos máscaras para estar diante dos mortais e ignoramos o fato do Eterno tudo vê. Ele se relaciona com quem somos quando ninguém está nos vendo.

Admita, falta temor e tremor! O perdemos quando mantemos esta vida dobre.

Admita quem você é! Admita que você é tão carente da graça, do favor e da misericórdia de Deus quanto o seu próximo; aquele a quem você julga por ser diferente, ter gostos distintos, curtir o que você condena ou por fazer parte de uma religião diferente da sua.

Definitivamente, JESUS não veio ao mundo e cumpriu sua missão morrendo numa cruz, para que você se tornasse uma pessoa da religião.

A verdade é que Deus está muito acima de tudo o que inventamos e fazemos em nome Dele. Ele está acima das disputas por poder, cargos e plataformas. Deus está acima das nossas doutrinas e é grande demais para se conter na caixinha que insistimos em mantê-lo. A esta caixinha muitos dão o nome de ‘Gospel’.

Leia a Bíblia! Reconcilie-se e relacione-se com o Filho de Deus! Estude! Pense!

Que o seu culto a Deus seja racional e que seus discursos tenham fundamentos baseados na Palavra, para que você não seja mais um replicador de ideias, doutrinas, e opinião de outros.

Que a verdade que é JESUS nos liberte, mas nos liberte principalmente de nós mesmos!

“A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo.” (Tiago 1:27).

Termino com as palavras do Papa Francisco: “Antídoto para a enfermidade de sentir-se elite espiritual é a graça de se saber pecador.”

Admita!